03/08/2015

Escolhas.


Ao longo da vida fazem-se escolhas. 
Escolhas fáceis, escolhas difíceis, escolhas sem sentido, escolhas por fé, escolhas por raiva... fazem-se.

De que servem as escolhas se o homem não é dono da sua própria vontade?
Homem, ser livre, condicionado à vontade, aos delírios, às frustrações, aos caprichos, às invejas de outros homens livres.

Tudo gira em redor daquele que se julga mais forte, mais poderoso e influente.
De onde lhe vem esta força?
Do nada. Caí por terra como qualquer outro que não a julga ter.

A paz só a tem quem a conquista.
Há quem não tenha paz nem sossego e diga não saber porquê. Será?

Nada é eterno. 
Os ventos mudam.
Solte as amarras. Liberte-se.





Sem comentários:

Publicar um comentário